Conceicao Fagundes - De quem eu gosto (D)



FADO TAMANQUINHAS
Conceição Fagundes - De quem eu gosto (D)

Gostei uma vez na vida
Gostei bastante iludida
De quem tanto me enganava
Agora sem fé sem esperança
Talvez por minha vingança
Não gosto de quem gostava

Gostei sim por não saber
Poder em amor haver
Um mal oculto no bem
Hoje firme no meu posto
Recordando esse desgosto
Já não gosto de ninguém

E como sei ser mulher
Mentir-vos-ei se disser
Que dei ao gostar um fim
Gosto sim posso jurar
Por saber não me enganar
Unicamente de mim

Nenhum comentário:

Postar um comentário