Meu nome sabe-me a areia - Amalia Rodrigues - FADO BAILADO







FADO BAILADO
Meu nome sabe-me a areia
(Amalia Rodrigues)

De tanto pensar em ti Desde que te conheci
Chego a não compreender Qual a razão ou motivo
Se é por mim próprio que vivo Se és tu quem me faz viver

E fico então, convencido Que este afecto desmedido
Passa as normas usuais Mas corre um dia após dia
E descubro por magia Que te amo ainda mais

Não tentes compreender A causa deste meu querer
Para amar não há razão Só podemos assumir
É inútil discutir As razões do coração

Talvez que nesta loucura Se resuma por ventura
Tudo o que não sei dizer O que sinto é tão maior
Que não cabe, meu amor Nas palavras que disser